A Facestore tem para si 10 000 €

A Facestore tem para si 10 000 €

A Facestore como entidade creditada para Vales da Industria 4.0

A Facestore é uma entidade acreditada no âmbito dos Vales Indústria 4.0 (uma iniciativa do Estado Português), o que permite à empresa apresentar-lhe um incentivo que revolucionará o seu negócio online. Através deste incentivo, focado na área digital e e-commerce, a Facestore definir-lhe-á uma estratégia tecnológica própria e exclusiva, oferecendo-lhe uma infinidade de serviços de marketing digital, tornando, assim, a sua empresa mais competitiva e aumentando substancialmente as suas vendas.

Com o plano de marketing que a Facestore lhe proporcionará, conseguirá facilmente promover e expor o seu negócio no meio digital. Isto acontece devido às seguintes características:
– Desenho e implementação de estratégias aplicadas a canais digitais para gestão de mercados, canais, produtos ou segmentos de cliente;
– Desenho, implementação e otimização de estratégias digitais centradas na experiência do cliente;
– Desenho, implementação, otimização de plataformas de Web Content Management (WCM), Campaign Management, Customer Relationship Management e E-Commerce;
– Search Engine Optimization (SEO) e Search Engine Advertising (SEA): melhoria da presença e ranking dos sítios de comércio eletrónico nos resultados da pesquisa, em motores de busca, por palavras-chave relevantes para a notoriedade e tráfego de cada sítio;
– Social Media Marketing: Desenho, implementação e otimização da presença e interação com clientes via redes sociais;
– Content Marketing: criação e distribuição de conteúdos digitais (texto curto, texto longo, imagens, animações ou vídeos);
– Display Advertising: colocação de anúncios à oferta da empresa em sítios de terceiros, incluindo páginas de resultados de motor de busca;
– Mobile Marketing: tradução das estratégias inscritas nos pontos anteriores para visualização e interação de clientes em dispositivos móveis, nomeadamente smartphones e tablets;
– Web Analytics: recolha, tratamento, análise e visualização de grandes volumes de dados gerados a partir da navegação e interação de clientes em ambiente digital;

As candidaturas estão abertas até ao dia 29 de Setembro e são limitadas. O valor de comparticipação Estatal é de até 10.000,00€, sendo que uma pequena percentagem é suportada pelo candidato, visto que uma grande parte é investimento do Estado, ficando, portanto, a fundo perdido (75% a fundo perdido – zona Norte, Centro, Alentejo e Algarve; 40% a fundo perdido – zona de Lisboa).

Critérios de Candidatura
– Balanço e Demonstração de Resultados 2016, 2015;
– Último Balancete Disponível 2017;
– Certificado PME;
– Extrato de declaração de Remunerações SS mês anterior candidatura;
– Encontrar-se legalmente constituído;
– Cumprir as condições legais necessárias ao exercício da respectiva actividade, nomeadamente ter a situação regularizada em matéria de licenciamento;
– Possuir situação regularizada face à administração fiscal, à segurança social e às entidades pagadoras do incentivo;(exigível á data de celebração do contrato);
– Ter pelo menos 3 postos de trabalho à data da candidatura;
– Terem a situação regularizada em matéria de reposições, no âmbito dos financiamentos dos fundos europeus de investimento;
– Dispor de contabilidade organizada, de acordo com o Plano Oficial de Contabilidade;
– Apresentar uma situação económico-financeira equilibrada, verificada pelo cumprimento de um rácio de Autonomia Financeira não inferior a 0,15, demonstrar ter capacidade de financiamento do projeto;
– Não terem apresentado candidatura ao Qualificação (Qualificação PME e Internacionalização PME) e Vale Inovação ou que esteja a decorrer o processo de decisão;
– Não deterem nem terem detido capital numa percentagem superior a 50 %, por si ou pelo seu cônjuge, não separado de pessoas e bens, ou pelos seus ascendentes e descendentes até ao 1.º grau, bem como por aquele que consigo viva em condições análogas às dos cônjuges, em empresa que não tenha cumprido notificação para devolução de apoios no âmbito de uma operação apoiada por fundos europeus;
– Não ser uma empresa em dificuldade, isto é, que tenha perdido metade do capital social ou que esteja em processo de insolvência, ter beneficiado de um auxílio de emergência e não tenha reembolsado empréstimo ou terminado a garantia;
– Comprovar a dimensão da empresa;
– Certificado PME à data da Candidatura;
– A empresa não tem salários em atraso.

3 thoughts on “A Facestore tem para si 10 000 €

  1. Boa tarde,

    Gostaria de ser contactado no sentido de obter mais pormenores.

    Telemóvel – 963989639

    Cumprimentos

    Pedro Freitas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *